Colonização de Descolonização

Colonização da África, no século XIX.

A partilha da África

Desde o século XV, a Àfrica é subjugada pelos europeus. Por quase quatro séculos, Portugal, Espanha e Inglaterra levaram para o continente americano mão de obra escrava capturada na Àfrica. Estima-se que cerca de 12,5 milhões de africanos tenham desembarcado à força nas Américas. Só no Brasil, o número de escravos ficou em torno de 4 milhões a 5 milhões, que vieram principalmente dos territórios onde ficam Guiné, Costa do Marfim, Benin, Congo, Angola e Moçambique.
Mesmo controlando o tráfico negreiro, os europeus mantinham presença discreta no continente, limitada a entrepostos comerciais na região costeira. Isso permitiu à Àfrica manter uma dinâmica social própria, com Estados, reinos e impérios autônomos- além de tribos e povos espalhados por seu território. Porém, no fim do século XIX, as potências europeias iniciaram uma corrida imperialista para controlar o continente, em busca de novas fontes de matérias-primas e de mercados para seus produtos manufaturados. Era o auge da II Revolução Industrial.
A disputa pelo domínio da África acirrou as desavenças entre as potências. Para resolver o impasse, os países envolvidos realizaram a Conferência de Berlim , entre 1884 e 1885. O encontro definiu a partilha do continente entre as principais nações europeias, criando fronteiras artificiais, sem levar em conta os territórios das etnias nativas. As consequências dessa partilha foram devastadoras. A divisão atendia aos interesses das potências europeias, que desprezavam a diversidade de culturas e, em certos casos, incitavam conflitos entre tribos rivais como estratégia de dominação do território. Apenas a Libéria-,nação formada por ex- escravos e descendentes de escravos norte- americanos- e a Etiópia mantiveram- se independentes.

Anúncios
Categorias: Uncategorized | 3 Comentários

Navegação de Posts

3 opiniões sobre “Colonização de Descolonização

  1. Adorei em construir com meu grupo o blog sobre a África, trouxe enriquecimento nos meus conhecimentos e incentivo para continuar a luta para educação melhor.

    Cleonice Paes de Barros

    • Realmente Cleonice foi uma experiência de grande importâcia na nossa vida, ainda mais que nestas questões tecnologicas nossos alunos estão mito a nossa frente. Daniela Virginia

  2. Tutor Alexandre

    Olá cursistas!
    Espero que tenham gostado da experiencia de ter uma ferramenta que liga o professor diretamente ao alunos e em qualquer lugar e uma extensão complementar de ensinar. O blog ficou muito bom e os temas abordados dentro de nossa perspectiva de estudo. Novamente meus parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: